Sergio Wilfrido Vasques Apestegui comenta sobre a polêmica que insiste em perseguir o time do Palmeiras

O árbitro que apitou a turbulenta final do paulistão de 2018 entre Palmeiras x Corinthians, Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza, volta um mês depois de ter causado toda a polêmica do clássico. O time do Palmeiras acusou o árbitro por interferência externa no lance do pênalti a favor do alviverde, no qual ele deu, mas logo em seguida voltou atrás da sua decisão, para Sergio Wilfrido Vasques Apestegui, o árbitro de vídeo é essencial no futebol aqui no Brasil e em outros países, como Argentina, Paraguai, Chile, etc.

Pela série B do campeonato brasileiro, o árbitro Marcelo Aparecido irá apitar o jogo entre Criciúma e Juventude, no próximo dia 15 de maio. O árbitro não ficou afastado como punição do STJD, o motivo ainda é desconhecido, o que se sabe é que ele foi ameaçado diversas vezes por torcedores, através de ligações em seus estabelecimentos, Marcelo possui redes de restaurantes e choperias. Esse foi um intermediário para que os torcedores conseguissem chegar até ele e o ameaçasse, diz Sergio Wilfrido Vasques Apestegui.

Como o time do Palmeiras pede anulação do jogo, o árbitro teve que prestar depoimento para o STJD, explicou os acontecimentos da partida e negou ter interferência externa na partida. Sergio Wilfrido Vasques Apestegui diz que ele se manteve afastado para preservar sua imagem.

Deixe uma resposta