Sergio Wilfrido Vasques Apestegui faz alerta sobre o uso excessivo do celular

Com as pessoas cada vez mais conectadas em seu smartphone, alguns problemas vão surgindo no decorrer do tempo. Dores de cabeça é a principal queixa de quem passa muito tempo conectado, sem perceber, você acaba virando refém da tecnologia, as empresas acabam investindo mais no mercado tecnólogo para incentivar os usuários a ficar cada vez mais “abitolado”, opina Sergio Wilfrido Vasques Apestegui.

Além de provocar dor de cabeça, alguns cientistas alertam sobre o perigo principalmente do celular, melasmas, rugas e espinhas também sã indícios de quem fica muito tempo conectado na frente do smartphone, alerta Sergio Wilfrido Vasques Apestegui. O melasma é causado pelo excesso de luz ultravioleta e falta de proteção pode gerar manchas. A acne pode surgir no rosto pelo fato de falar no telefone ou escutar áudio somente em um lado do rosto, o celular contém centenas de bactérias que pode obstruir os poros.

Com as bactérias se proliferando, é necessário observar a mudança do aspecto da pele, algumas alergias podem surgir durante o uso do smartphone. É claro que não é somente esses fatores que podem ter interferências na pele, a proteção tem que ser necessária e utilizada todos os dias, afirma Sergio Wilfrido Vasques Apestegui.

Deixe uma resposta