Faça o que eu digo, não faça o que eu faço: a Berkshire Hathaway, do megainvestidor Warren Buffett, pode ter na Apple seu maior investimento hoje em dia.

Mas isso não significa que Buffett use um iPhone de último tipo: na quinta-feira (28), durante um evento nos EUA, o quarto homem mais rico do mundo admitiu ainda fazer ligações com um celular de Flip.

“Graham Bell me emprestou esse aparelho e esqueci de devolver”, brincou Buffett, que tem 88 anos – nasceu oito anos após a morte do inventor do telefone.

No evento, Buffett comentou que é difícil prever se os negócios revelados pela Apple no início da semana – um cartão de crédito e serviços de notícias, games e conteúdo audiovisual – darão certo. Mas ele não se mostrou preocupado. “A Apple pode se permitir um erro ou dois. Não tem graça investir uma empresa que faz tudo certo”, comentou o investidor.

“Há pessoas muito inteligentes, com muitos recursos, tentando descobrir como captar mais meia hora de seu tempo”, disse Buffett, ao comentar a rivalidade da Apple com empresas como Netflix e Amazon no setor de serviços de streaming de vídeo. Para ele, à medida que a entrega de conteúdo de entretenimento melhorar, “o público será o vencedor”.

*Com Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui