Saiba tudo sobre Apple Watch Series 5

Sem fazer muito alarde, a Apple revelou a data de lançamento do Apple Watch Series 5 aqui no Brasil. Através de seu site oficial, a empresa revelou que os aparelhos começarão a ser vendidos no dia 25 de outubro, mas ao contrário do que costuma acontecer, a empresa não fará a pré-venda deles. Apesar disso, todos os modelos do dispositivo, assim como o preço de venda, já podem ser vistos no site da Apple, apenas o botão de comprar que só irá liberar a partir do dia 25.

Um dos modelos mais baratos será o Apple Watch Series 5 de alumínio, que será vendido a partir de R$ 3.999 na versão mais “básica” (GPS, corpo de alumínio com pulseira esportiva e visor de 40mm) até R$ 5.149 na versão mais “completa” (GPS + cellular, corpo de alumínio com pulseira esportiva e visor de 44mm).

Outro modelo que fica na mesma faixa de preço é o Apple Watch Nike, que tem a versão mais “básica” (corpo de alumínio estilo Nike com GPS, pulseira esportiva e visor de 40mm) saindo por R$ 3.999, e a versão mais “completa” (corpo de alumínio estilo Nike com GPS + cellular, pulseira esportiva e visor de 44 mm) será vendida também por R$ 5.149.

Já em uma faixa de preço um pouco maior está o Apple Series Watch de aço inoxidável, que será vendido a partir de R$ 6.499 em sua versão mais “básica” (GPS + cellular, corpo de aço inoxidável com pulseira esportiva e visor de 40 mm) e a versão mais “completa” do modelo (corpo de aço inoxidável, GPS + cellular, pulseira estilo milanês e visor de 44 mm) será vendida por R$ 7.399.

Agora, o mais caro que será vendido no Brasil é o Apple Watch Edition, que é o modelo de luxo do aparelho. O Watch Edition terá o modelo mais barato (GPS + cellular, corpo de titânio, pulseira esportiva e visor de 40 mm) sendo vendido por R$ 7.399, enquanto o modelo mais caro do aparelho (GPS + cellular, corpo de cerâmica, pulseira esportiva e visor de 44 mm) será vendido por R$ 12.499.

Todos os modelos que foram homologados pela Anatel e serão vendidos aqui são os mesmos que a Apple também vende na Europa, que se diferem dos modelos americanos pelas bandas de 4G que dão suporte. A escolha pelo modelo europeu é para que o aparelho funcione em todas as regiões do país, já que ainda não sabemos se o modelo americano irá funcionar com todas as frequências de 4G existentes no Brasil ou com apenas algumas delas (como acontece com os iPhones).

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Sua inscrição foi registrada. Obrigado!

Site Parceiro do UOL Tecnologia © 2019 Canaltech

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui