Atos afetam voos, mas n?o há cancelamentos no trecho Chile-Brasil

Os protestos que se espalharam pelo Chile neste final de semana afetaram os voos com partida e chegada ao aeroporto internacional de Santiago. Operadoras informam que não há alterações no trecho entre Santiago e aeroportos brasileiros, mas dizem que pode haver alterações nos horários.

A Latam Brasil disse por meio de um comunicado que passageiros com voos entre domingo (20) e terça-feira (22) poderão reprogramar a passagem, sem qualquer custo adicional. A GOL reforçou que alguns voos podem sofrer alterações nos horários de embarque e desembarque, mas não fala em cancelamento.

De acordo com a Latam, apenas o voo LA8051, que partiria nesta manhã de Santiago para Guarulhos, foi remanejado e foi remarcado para às 16h30.

De acordo com agências internacionais, centenas de pessoas ficaram retidas e muitas dormiram no chão do Aeroporto Internacional Arturo Merino Benítez, com o cancelamento ou adiamento de voos.

Os voos operados pelas maiores companhias aéreas do Chile, a Latam Chile e a Sky Airline, foram suspensos ou atrasados ??por causa do toque de recolher determinado pelo governo do Chile. Na lista das duas aéreas não há voos para o Brasil.

A Latam Chile informou que, devido à situação de ordem pública, está ajustando os itinerários dos voos com origem e destino a Santiago nos dias 20 e 21 de outubro, acrescentando que os passageiros devem verificar a situação dos voos antes de ir para o aeroporto.

A companhia aérea oferece ainda a quem tem passagem marcada para os dias 19 e 20 de outubro a possibilidade de alterar o voo gratuitamente por até 15 dias a partir da data do voo original.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui