Crédito: Divulgação/FMV

O caso da atleta norte-americana Deja McClendon, ponteira do Minas Tênis Clube, que foi vítima de racismo no último spabado (19) poderá ser denunciado à polícia. A jogadora foi alvo de ofensas na página do Facebook da Federação Mineira de Vôlei (FMV). O caso ocorreu durante a partida entre o Minas e o Dentil/Praia Clube, pelo Desafio MG x RJ, em Sete Lagoas (MG).

Em nota de repúdio, o Minas Tênis Clube lamentou o ocorrido e agradeceu as manifestações de apoio.

Para que a denúncia seja concretizada, Deja precisará prestar um depoimento numa Delegacia de Crimes Virtuais, para que um inquérito investigatório seja aberto, na tentativa de identificar e punir o autor dos atos racistas. No domingo, por intermédio das redes sociais, a americana agradeceu as mensagens de apoio recebidas nos últimos dias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui