Em novembro de 2019 começam as candidaturas para fazer uma graduação ou pós-graduação no país europeu, que conta com um sistema on-line que facilita a inscrição de estudantes brasileiros, gerenciado pelo Campus France Brasil, agência oficial do governo francês para a promoção do ensino superior. Mas, afinal, por que escolher uma universidade francesa para um projeto de estudos? A França, segundo dados da Unesco, é o primeiro país não-anglófono e o quarto país do mundo que mais acolhe estudantes internacionais. O alto lugar no ranking mundial não é fruto do acaso. Ao longo de muitos anos, o país investiu em educação superior e implementou políticas públicas que facilitam a ida de estudantes estrangeiros, que hoje representam 12% do total de estudantes e 42% dos doutorandos.

O Brasil, representado por mais de 5 mil pessoas, é o primeiro país latino-americano e o 15º do mundo com mais presença nas universidades francesas. Por que tantos brasileiros fazem essa opção?

Valorização do ensino e da pesquisaA qualidade do sistema de ensino francês é garantida pelo governo, que subsidia de 65% a 95% dos custos reais de uma formação nas instituições públicas, entre elas, universidades, escolas especializadas e escolas de artes. O investimento faz com que a França tenha um dos sistemas de ensino superior mais acessíveis do mundo. Assim como as instituições públicas, as escolas privadas, que oferecem cursos em áreas como artes, moda, gastronomia e engenharia, oferecem diplomas valorizados pelo mercado de trabalho europeu e figuram no topo dos rankings mundiais de melhores escolas. Quando o assunto é pesquisa, a França está entre os líderes em investimento. São mais de 48 bilhões de euros e aplicados em pesquisa e desenvolvimento, o que corresponde a 2,2% do PIB. Os resultados são concretos: o Centre national de la recherche scientifique (CNRS) é a primeira instituição do mundo em publicações e número de patentes, a França é o segundo país com mais medalhas Fields e o quarto em impacto de publicações científicas. Qualidade de vidaEscolher a França é escolher uma cultura que valoriza a qualidade de vida e o livre acesso a atividades culturais e patrimônios históricos. Destino turístico mais procurado do mundo, o país conta com mais de 500 festivais, 8 mil museus, 2 mil salas de cinema e 41 locais considerados patrimônios mundiais pela Unesco. Com acesso gratuito ou a preços reduzidos a todas as atividades, os estudantes internacionais aproveitam a sua estadia para desfrutar da efervescência cultural que caracteriza as cidades francesas. Paris, além de ser a capital mais visitada do mundo, foi eleita por vários anos consecutivos como a melhor cidade para estudantes internacionais e é a quarta no ranking de cidades inteligentes, com destaque para os critérios de economia (8ª posição), capital humano(6ª posição), alcance internacional (3ª posição), tecnologia (15ª posição) e mobilidade urbana (4ª posição). Benefícios e bolsas Além de contar com formações parcialmente subsidiadas pelo governo, os brasileiros ainda têm acesso a mais de 200 oportunidades de bolsas de estudos (as bolsas podem ser consultadas no catálogo no site do Campus France Brasil). As bolsas são concedidas pelo governo francês, governos de regiões da França, pelo governo brasileiro, empresas e instituições de ensino. Os benefícios oferecidos aos estudantes brasileiros são os mesmos dos estudantes franceses: auxílio-moradia, acesso a restaurantes e residências universitárias e inscrição gratuita no sistema de saúde, além de acesso a atividades esportivas, descontos em serviços e atividades culturais. Futuro profissionalAs relações bilaterais entre Brasil e França também pesam para quem busca um diploma estrangeiro para o seu currículo. A França foi o país que mais investiu no Brasil no segundo trimestre de 2019, ultrapassando EUA, China, Japão e Itália. O Brasil conta com mais de 850 empresas francesas em seu território, entre elas grandes multinacionais como GPA/Casino, Carrefour, Saint Gobain, Renault. Estas empresas somam mais de 500.000 empregos gerados, o que faz da França um dos países estrangeiros que mais gera empregos no Brasil. O francês também é um diferencial para determinadas carreiras: é idioma oficial de organismos internacionais, 3º idioma para negócios e essencial para pesquisas acadêmicas, sobretudo na área das humanidades. Candidaturas para universidades francesasOs brasileiros interessados em estudar na França podem procurar o Campus France Brasil, agência oficial do governo francês para a promoção do ensino superior na França, que conta com cinco escritórios no país. Além de oferecer orientação gratuita e personalizada para diversos projetos de estudos, que vão desde a graduação até doutorado, a agência também gerencia uma plataforma unificada para candidaturas nos níveis da graduação e do mestrado. O período de candidaturas acontece cerca de um ano antes do início do ano letivo, em setembro. Em novembro de 2019, serão abertas as chamadas para o ano letivo 2020/2021. Detalhes sobre o processo estão disponíveis no site: www.brasil.campusfrance.org

Website: http://www.brasil.campusfrance.org

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui