Os mais atentos já devem ter percebido nas redes sociais. As plantas estão conquistando cada vez mais espaços nos feeds dos fashionistas nesta quarentena. A ideia de trazer a natureza para casa virou moda e é uma ótima alternativa de se conectar ao verde, já que não podemos ir até ela por conta do isolamento. Esse contato com o meio ambiente só traz benefícios, inclusive, pela saúde mental, já que cuidar dessas plantinhas é um magnífico exercício de escape e uma maneira salutar de bloquear pensamentos ruins. Quer entrar nessa onda com criatividade, sem gastar muito? Então, a primeira dica é criar seu próprio cachepô.

Sacola ou bolsa
O arquiteto Felype Araújo (@felypearaujo) teve a ideia genial de reaproveitar sacolas de delivery e fazer cachepô para as plantas. “A ideia é utilizar aquelas de papel craft pardo, porque você consegue uma unidade interessante, e pode criar vários cachepôs iguais”, explica. Para conceber o modelo, dobre as bordas, fazendo com que as alças da sacola sumam, e deixe na altura do vaso de planta que deseja esconder, depois vá moldando o papel no formato do vaso, ele fica meio amassado propositadamente.

Segundo o arquiteto, quando a planta for molhada, o papel vai acabar molhando também, mas isso não é empecilho, pois seca rapidamente. Dica certeira: para fazer uma composição funcionar procure apostar na mesma linha de cachepôs. Então, olhe para aquilo que você tem em casa: vime, fibra, porcelana, barro ou mesmo  cachepôs todos brancos.

A empresária Lore Lopes (@lorelopes1) foi outra que resolveu apostar na ressignificação. As bolsas que estavam esquecidas no armário e por conta da quarentena sem uso, viraram vasos perfeitos. “Estando muito dentro de casa, senti a necessidade de reinventar alguns espaços. Então, resolvi apostar na urban jungle. Para criar essa espécie de floresta urbana precisava de muitos cachepôs, assim as bolsas surgiram como soluções perfeitas”, conta. Para não estragar as peças, ela indica o uso de saco plástico ou papel celofane, que protegem quando precisar molhar as espécies. “Basta envolver a planta com esses materiais e depois colocar na bolsa. Tudo muito simples”, conta. 

Na hora de criar uma composição, naquele cantinho que você escolheu da sua casa, opte por agrupar diferentes espécies. “Uma boa sugestão também  é brincar com as alturas dos vasos para quebrar a monotonia”, sugere Felype. Segundo ele, um mix que funciona são as folhagens exuberantes e tropicais, como a do filodendro roxo, casando com trabalhos de cestaria. “Essa mistura cria uma composição alegre, de forte impacto visual e com uma identificação direta com a nossa cultura”, diz.

“Outra sugestão valiosa é escolher plantas que não gostam tanto de hidratação porque são bem resistentes e aguentam a falta de exposição solar, além de ficar um bom tempo sem receber regas”, complementa o jardineiro Edson Souza. Segundo o profissional, as jiboias são trepadeiras perfeitas para ambientes internos. “ Elas crescem apoiadas a substratos e você só precisa molhar uma vez por semana. Coloca um copinho pequenino de água”, explica. Espécies como cactos e suculentas também funcionam muito bem e têm vida longa. 

Onde encontrar
Escolher as plantas através das fotos do Instagram e receber em casa é muito mais confortável e seguro nesse período de quarentena. Além disso, te permite decorar a casa e ajudar negócios locais. Pensando nisso, escolhemos três perfis que vão te ajudar a montar sua urban jungle particular. Todos aceitam pagamento em cartão e fazem delivery.

Floragem Garden Center (@floragem_garden)
Fica em Lauro de Freitas, mas entrega em Salvador com frete fixo de R$ 20. Eles possuem uma variedade grande de espécies de pequeno e grande porte. Além de terra para plantio, vasos, fertilizantes, suportes e tudo mais para montar um jardim em casa. Todas as quintas-feiras chegam novos carregamentos de plantas. O perfil é bem atualizado e por DM você faz o pedido, ou eles encaminham um vendedor para lhe atender por Whatsapp. Plantas ideais para cultivar dentro de casa, como suculentas, saem a partir de R$ 4, a jiboia por R$ 25. Uma planta pendente que  faz um belo efeito é a hedera, cujo preço é R$ 40. Outra boa opção é a peperonia melancia (R$ 24), que enfeita bem as prateleiras. Já a maranta, com suas folhas largas e rajadas de verde e marrom, podem ser descoladas por R$ 43. Vaso de cimento pintado grande, sai em torno de R$ 100, suporte de madeira com rodinhas R$ 82 e um saco de terra vegetal com 30 kgs custa R$ 18.

Amo Jardinaria (@amojardinaria)
Comandado pela empresária Ludmila Catalan, a loja é perfeita para quem quer começar a ter suas primeiras plantas, porque ela já vem em vasos, ou cachepôs, prontas para decorar a casa. E, ainda por cima, cada item vem com uma ficha técnica com dicas de cuidados. A Ludmila faz delivery e também possibilita a retirada. Um arranjo de suculentas em vaso de barro em forma de boneco custa em média R$ 85. A tão desejada ficus lyrata custa R$ 260 já no vaso com cachepô e a trepadeira monstera obliqua, que cresce bem dentro de casa  sai por R$ 110.

Jardim no seu Ap (@jardimnoseuap)
Como o próprio nome já diz é voltada para quem pretende espalhar o verde em casa. Todas as plantas que vendem já vêm em vasos de cerâmica auto drenável com pinturas nas opções de cores cinza, grafite, preto ou cerâmica. Acabamento em pedrisco ou casca de pinus. A planta chega adubada, fertilizada e higienizada. Entregam grátis no Rio Vermelho e Ondina. A loja fica na Pituba. Nos demais bairros o frete é calculado na hora. A tão instagramável Costela de Adão pode sair por até R$ 315 e as famosas jiboias com haste em torno de R$ 98.