O candidato à reeleição à Prefeitura do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, foi condenado a pagar uma multa de R$ 20 mil por propaganda eleitoral antecipada. Segundo o TRE, a suposta campanha fora do prazo aconteceu em setembro em uma entrevista coletiva dada no Palácio da Cidade. De acordo com o juiz, Crivella infringiu o artigo 73 da lei eleitoral, que proíbe ceder ou usar imoveis da administração pública para discursos políticos e eleitorais. Isso pode gerar vantagem ao candidato em detrimento dos demais 13 candidatos. Marcelo Crivella informou que não foi notificado e que, quando for, vai recorrer.

O atual prefeito aparece nas três pesquisas de opinião divulgadas até agora em 2º lugar, atrás do ex-prefeito Eduardo Paes. Nesta terça, o TRF-2 julga um habeas corpus da defesa de Paes, que requer o trancamento de uma ação penal ao qual ele é acusado pelo Ministério Público de corrupção passiva, falsidade ideológica e fraude na licitação na contratação de uma construtora para realização das obras do Complexo Esportivo de Deodoro, usado nas Olimpíadas de 2016. A defesa de Paes argumenta que a acusação estaria embasada em depoimento isolado do ex-presidente da construtora OAS — e não haveria provas dos crimes citados.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga