O Ministério da Saúde atualizou no fim da tarde desta sexta-feira, 23, os números da Covid-19 no país. Nas últimas 24 horas foram registradas 571 mortes e 30.026 casos confirmados da doença, o número é alto se comparada ao dos últimos dias. A pasta tinha registrado mais de 30 mil casos pela última vez em 16 de outubro – quando contabilizou 30.914. Desde o início das contaminações, o Brasil já tem 156.471 mortes, 5.353.656 casos confirmados, destes, 4.797.872 pessoas já se recuperaram da infecção do vírus, enquanto outras 399.313 seguem em acompanhamento médico. O estado de São Paulo segue como o mais afetado pela pandemia. São 1.083.641 casos confirmados e 38.608 mortes. Em segundo na tabela de contaminações por estado está a Bahia com 342.526 casos e 7.432 óbitos. Em seguida aparece Minas Gerais com 345.188 casos e 8.686 mortes, Rio de Janeiro com 296.797 casos e 20.115 vidas perdidas para o vírus.

Vacinas contra a Covid-19

Nesta sexta, o governo paulista informou que vai abrir mais seis centros de pesquisa para testar a Coronavac, potencial vacina contra a Covid-19 produzida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. Hoje, os testes já acontecem em 16 centros de pesquisa em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal. Apenas na cidade de São Caetano do Sul, no ABC Paulista, que já tem um centro em funcionamento, serão adicionados mais dois locais de testagem. De acordo com o governador João Doria, o objetivo é atingir os 13 mil voluntários o mais breve possível para finalizar os estudos — até o momento já foram 9.039. As novas instalações ficarão em hospitais na periferia, onde a taxa de contaminação é maior do que nos centros.