Um levantamento feito por um projeto colaborativo entre cientistas e médicos, estima que a cidade de São Paulo já teve mais de dois milhões de infectados pelo novo coronavírus. O estudo, realizado entre o dia 1º e 10 de outubro, contou com a participação de 1.129 pessoas com mais de 18 anos. Esta é a quarta fase da pesquisa, que pretende calcular o percentual de pessoas infectadas pela Covid-19 na capital paulista.

Para o mapeamento, a cidade foi dividida em distritos com maior e menor renda. O resultado estima que 1 em cada 4 pessoas já foi infectada pelo vírus em São Paulo. O infectologista e líder do projeto, Celso Granato, explica que dois testes foram aplicados em cada participante. E a  pesquisa aponta que os níveis de infecção são maiores entre a população de baixa renda, negros e pardos e com menor escolaridade.

Além disso, desde o inicio da pandemia, a capital paulista já contabiliza mais de dois milhões de adultos infectados pelo novo coronavírus. Segundo a professora da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Beatriz Tess, esses indicativos revelam a falta de acesso a informação e aos serviços de saúde de qualidade pelas minorias. Ainda de acordo com a pesquisa, o vírus continua se espalhando pela cidade, mas com velocidade menor. Nos dois meses e meio que separam a Fase 3, realizada no final de julho, da Fase 4, cerca de 700 mil adultos foram infectados pela doença.

*Com informações da repórter Caterina Achutti