Dois policiais militares da cidade de Ipiranga, no interior do Paraná, ficaram feridos na madrugada deste domingo, 25, após uma explosão ocorrer dentro da viatura na qual eles estavam. A dupla, formada por um homem de 32 anos e uma mulher de 31, foi até o local, uma aglomeração no bairro do Porco Bravo, para atender a uma ocorrência de perturbação de sossego quando a explosão foi registrada. A cidade tem pouco mais de 15 mil habitantes e uma unidade policial na qual as duas vítimas estavam lotadas.

Eles foram socorridos por outra viatura e levados para a Santa Casa de Ponta Grossa. O policial do sexo masculino, que está na corporação há quatro anos, deve receber alta ainda nesta segunda. A policial do sexo feminino, que entrou na corporação em 2012, está internada em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do local. Não há informações sobre o que causou a explosão, mas uma unidade do esquadrão antibombas foi chamada até o local para periciar uma substância encontrada na viatura.

Além do esquadrão antibombas, uma equipe da inteligência da Polícia Civil foi deslocada de Curitiba até a cidade, assim como a polícia científica do Paraná. Não há qualquer informação sobre se a explosão foi causada por algo arremessado por terceiros dentro do veículo, por algo instalado previamente dentro do veículo ou pelo próprio carro, uma viatura do modelo Palio Weekend que ficou com o teto parcialmente destruído.