Na manhã desta quarta-feira (4), sete estados permaneciam com resultados indefinidos para a corrida à presidência dos Estados Unidos. O republicano Donald Trump apresentava vantagem com pequenas margens de diferença em cinco destas localidades: Alasca, Carolina do Norte, Geórgia, Michigan e Pensilvânia. Já o democrata Joe Biden lidera a apuração dos votos em Nevada e Wisconsin, ainda que a margem para o seu concorrente seja muito pequena para cravar qualquer resultado.

Historicamente, o Alasca e a Geórgia tendem mesmo a votar no Partido Republicano. Por outro lado, a situação é mais incerta na Carolina do Norte, que votou em republicanos em 2016 e 2012, mas em um democrata em 2008, e em Nevada, que votou em democratas nas três últimas eleições, mas em republicanos nas duas anteriores. Também chama atenção a situação do Michigan, da Pensilvânia e do Wisconsin, que surpreenderam elegendo Trump em 2016 depois de uma sequência de votos em democratas nas quatro eleições anteriores.

É importante considerar que ainda não foram contabilizados os votos enviados pelo correio, contagem essa que deve levar dias para ser concluída. A expectativa é que essas cédulas favoreçam Biden, já que os democratas são maioria entre os que adotaram esse modelo de votação devido à pandemia de coronavírus. Assim, ainda pode acontecer uma virada nos estados-chave que seguem com resultados indefinidos.

Até o momento, as projeções feitas pela mídia norte-americana indicam que Biden está com um total de 238 pontos no Colégio Eleitoral, sendo que ele precisa de mais 32 votos para vencer. O ex-vice presidente de Barack Obama já é considerado vitorioso no Arizona (11), Califórnia (55), Colorado (9), Connecticut (7), Delaware (3), Distrito de Colúmbia (3), Havaí (4), Illinois (20), Maine (4), Maryland (10), Massachussetts (11), Minnesota (10), New Hampshire (4), Nova Jersey (14), Novo México (5), Oregon (7), Rhode Island (4), Vermont (3), Virgínia (13) e Washington (12).

O presidente, por outro lado, estaria com 213 pontos no Colégio Eleitoral, faltando assim 57 para a sua reeleição. As projeções indicam a preferência por Trump no Alabama (9), Arkansas (6), Carolina do Sul (9), Dakota do Norte (3), Dakota do Sul (3), Flórida (29), Idaho (4), Indiana (11), Iowa (6), Kansas (6), Kentucky (8), Louisiana (8), Mississipi (6), Missouri (10), Montana (3), Nebraska (5), Ohio (18), Oklahoma (7), Tennessee (11), Texas (38), Utah (6), Virgínia Ocidental (5) e Wyoming (3). Acompanhe a apuração das eleições dos Estados Unidos ao vivo aqui.