Em homenagem ao Dia da Consciência Negra, a cidade de São Paulo ganhou sete novos semáforos que estimulam a luta contra o racismo. Em alguns faróis de pedestres, os bonecos luminosos foram substituídos por mãos com punhos cerrados, em referência ao movimento antirracista Black Lives Matter, que gerou inúmeros protestos contra as mortes de pessoas pretas nos Estados Unidos.

Além da Paulista, um dos novos semáforos está na Praça da República, ponto tradicional de encontro de manifestações do movimento negro, e no bairro da Liberdade. A analista de contas Roseli Correia, que é negra, diz que se sente representada com a ação. Segundo a Prefeitura de São Paulo, a ação visa discutir eliminação das desigualdades e definitiva inserção da população negra em uma sociedade justa, sem preconceitos, sem racismo, sem discriminação e que respeite e enalteça a cultura africana e afro-brasileira.

*Com informações do repórter Leonardo Martins