A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) aprovou na manhã desta quinta-feira, 5, o calendário acadêmico referente ao ano de 2021. Por causa da pandemia do novo coronavírus no Brasil, as aulas da UFRN serão remotas até fevereiro de 2022. O primeiro semestre foi interrompido devido ao distanciamento social e as atividades só foram retomadas em 8 de setembro. Por esse motivo, o calendário teve que ser refeito para que a lacuna de aulas entre março e setembro fosse preenchida. O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) aprovou a realização do segundo semestre de 2020, de 18 de janeiro a 30 de abril de 2021; as atividades de 2021.1, de 7 de junho a 18 de setembro de 2021; e o período letivo de 2021.2, de 18 de outubro de 2021 a 19 de fevereiro de 2022.

A definição de ensino remoto poderá se alterada depois pelo Consepe, “desde que asseguradas as condições de biossegurança e observadas as normas vigentes relativas à emergência em saúde pública”, diz a nota da universidade. A frequência e a participação dos alunos serão registradas por meio da realização das atividades propostas pelos professores. Segundo a UFRN, não serão realizados cancelamentos de curso por abandono, decurso de prazo ou insuficiência de desempenho acadêmico relacionados aos períodos letivos 2020.2, 2021.1 e 2021.2. Alunos em situação de vulnerabilidade socioeconômica e classificados como Prioritários no Cadastro Único da faculdade receberão pacote de dados móveis grátis para o acompanhamento das aulas e atividades online.

Períodos letivos

  • 2020.2: 18 de janeiro a 30 de abril de 2021;
  • 2021.1: 7 de junho a 18 de setembro de 2021;
  • 2021.2: 18 de outubro de 2021 a 19 de fevereiro de 2022;
  • 2022.1: início em 28 de março de 2022.