Às 11h de Brasília desta sexta-feira (6), Joe Biden superou Donald Trump em quantidade de votos na Pensilvânia, que representa 20 pontos no Colégio Eleitoral. Com 98% das cédulas apuradas, o estado contabiliza 49,5% de votos favoráveis ao democrata, contra 49,4% ao republicano. A diferença entre eles é, portanto, de 5 594 votos. Ao longo da madrugada, Biden ultrapassou o presidente na Geórgia, que tem 16 delegados, por apenas 1 097 votos. A apuração também continua em andamento no Alasca, na Carolina do Norte e em Nevada.

Com um total de 264 dos 270 delegados necessários para ganhar a eleição nos Estados Unidos, Biden só precisa da confirmação da vitória em Nevada, onde lidera desde ontem, já que o estado representa exatamente 6 pontos no Colégio Eleitoral. A conquista da Pensilvânia e da Geórgia só elevariam seu “placar” a 306, tornando assim inegável a sua vantagem sobre o presidente. A virada de Biden nesses estados se devem em parte à contabilização dos votos pelo correio, feita por último, que tendem a favorecer o partido democrata.