Durante o fim da madrugada, o candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, assumiu a liderança em número de votos na Georgia. Com isso, ele pode levar os 16 delegados do estado ainda nesta manhã. A Georgia é considerada um estado-chave e pode cravar a derrota do republicano Donald Trump nas próximas horas. Se levar o estado, Joe Biden fica a apenas um passo da Presidência dos EUA — com 269 delegados. Donald Trump acumula 214 delegados até o momento. Para levar o pleito são necessários 270 votos do colégio eleitoral. Além da Georgia, faltam ser finalizadas as contagens de voto em Nevada, Arizona, Alasca, Pensilvânia e Carolina do Norte.

Na noite da quinta-feira (5), o atual presidente americano anunciou mais uma vez vitória nas eleições do país e afirmou que o partido democrata tenta fraudar a contagem dos votos. “Esse é o caso no qual eles estão tentando roubar a eleição. Não podemos deixar que isso aconteça”, disse, apontando que os democratas usam “votos ilegais” enviados após o dia da eleição para se eleger. “Na contagem dos votos legais a minha vitória é clara, na contagem de votos ilegais eles podem tentar roubar de nós a eleição”, disse o presidente, que também criticou grandes canais de televisão dos EUA. “Não há uma onda azul como eles previram, no lugar disso houve uma grande onda vermelha”, garantiu. Por pouco mais de 15 minutos, Trump citou uma série de supostas irregularidades presenciadas por fiscais eleitorais em diversos estados do país — todas sem provas.