O candidato democrata Joe Biden ampliou vantagem de votos no estado da Geórgia, no sudeste dos Estados Unidos, na manhã deste sábado, 7, e tem 7.248 votos a mais do que Donald Trump com cerca de 1% das urnas ainda não apuradas. Segundo canais de TV norte-americanos, enquanto o democrata registrava 2.461.455 votos, o republicano tinha 2.454.207 no começo do dia. A Geórgia era um dos estados no qual Donald Trump tinha vantagem até a manhã desta sexta, quando Biden o passou por 917 votos. Quem ganhar no país leva 16 votos do colégio eleitoral. Até o momento, Biden tem 253 votos e o presidente Trump tem 214. Quem chegar primeiro aos 270 votos pode ser considerado o novo presidente dos EUA.

A equipe de campanha do presidente Donald Trump entrou com processo eleitoral contra o estado tentando interromper a contagem de votos alegando desaparecimento de cédulas de votação, o que não foi comprovado até o momento. A decisão judicial não foi aceita por autoridades locais. Como a legislação do estado prevê recontagem de votos quando a diferença entre os dois candidatos é menor do que 0,5 ponto percentual, porém, o Condado de Fulton anunciou ainda na noite da sexta que o processo para rever os votos deve ser realizado no dia 1º de dezembro. O número exato de votos que ainda não foram contados no estado não foi divulgado.