Nesta terça-feira (10), o Ministério Público da França abriu quatro investigações para determinar se os responsáveis pela gestão da pandemia do novo coronavírus tiveram condutas considerados criminosas, que podem ter colocado vidas em perigo ou provocado homicídios de forma involuntária. O anúncio foi feito no mesmo dia em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que sua atuação no combate à Covid-19 seria avaliada por um painel independente.

Os acusados não foram identificados, mas a Promotoria afirmou que as investigações são resultado de um agrupamento de 253 denúncias feitas contra dirigentes e órgãos públicos franceses entre 24 de março e 8 de junho. A maioria das queixas foi apresentada por indivíduos ou grupos profissionais, como sindicatos ou associações. O Tribunal Judicial de Paris, encarregado das questões de saúde, será o responsável por avaliar os possíveis delitos penais que possam ter sido cometidos.

*Com informações da EFE