O primeiro-ministro britânico Boris Johnson planeja encerrar o bloqueio em toda a Inglaterra à partir de 2 de dezembro e anunciar um retorno com restrições regionais, se as estatísticas mostrarem que as infecções pelo coronavírus se estabilizaram. De acordo com nota do gabinete de Johnson, divulgada neste sábado, o governo planeja retornar atividades usando um sistema de três camadas de restrições, com medidas diferentes baseadas na gravidade do surto, em cada região do país. A Inglaterra foi colocado sob um bloqueio nacional de quatro semanas em 5 de novembro.

O gabinete de governo deve discutir os planos neste domingo, e o primeiro-ministro tem como objetivo dar ao Parlamento os detalhes sobre essa retomada de atividades na próxima segunda-feira, de acordo com o comunicado. O escritório de Johnson também confirmou planos para iniciar um programa nacional de vacinação no próximo mês, assumindo que os reguladores já aprovem uma vacina contra o vírus. O governo também aumentará os testes em massa, num esforço para suprimir o vírus até que as vacinas possam ser distribuídas.

Na Itália, o número de novos casos de Covid-19 atingiu 34 767 neste sábado, cerca de 2.500 a menos que no dia anterior. O governo italiano colocou, recentemente, a maior parte do país sob novas restrições, incluindo a proibição de encontro em cafés e restaurantes nas áreas onde o sistema de saúde corre o risco de colapso. A Itália tem 1,3 milhão de casos de infecções confirmados no total. Com mais 692 mortes recentes, o número de casos fatais chega a 49.261 em todo o país.

*Com informações do Estadão Conteúdo