A Arábia Saudita começou a sua campanha de vacinação contra a Covid-19 nesta quinta-feira, 17, com o imunizante desenvolvido pela Pfizer em parceria com a BioNTech. No início da semana, as autoridades de saúde pediram que os cidadãos e residentes se registrassem para receber a vacina, que será distribuída gratuitamente aos interessados. As primeiras doses, que tinham chego ao país no dia anterior, serão destinados aos mais vulneráveis à doença. Na sequência, serão vacinados os maiores de 50 anos e, só então, o público em geral. Um dos primeiros a receber a imunização foi o ministro da Saúde, Tawfiq al-Rabiah, com a presença da mídia. “Nos últimos nove meses, acompanhei ansiosamente o número de casos registrados, mas hoje terei todo o prazer em monitorar o número de pessoas que estão sendo vacinadas”, disse.

Desde o início da pandemia, a Arábia Saudita registrou cerca de 360 mil casos e 6.080 mortes causadas pela Covid-19. As restrições de circulação foram retiradas há alguns meses e, ainda assim, o país não apresentou uma nova onda de infecções pelo coronavírus. O imunizante da Pfizer com a BioNTech também já foi aprovado para uso emergencial no Chile, no Canadá, nos Estados Unidos e no México.

*Com informações de agências internacionais