Responsável por desenvolver a vacina contra a Covid-19 na China, o oficial da Comissão Nacional de Saúde da China (NHC), Zheng Zhongwei, disse neste sábado, 19, que o país já imunizou mais de um milhão de pessoas com doses de emergência. Em entrevista coletiva, ele garantiu que “nenhuma reação adversa séria” foi detectada até o momento. Segundo o oficial, as doses foram aplicadas em pessoas que estão no grupo de risco e os dados das aplicações foram encaminhados para a NHC.

“Para as vacinas em que estamos avançando muito rapidamente, o número de casos necessários para o estágio intermediário dos testes clínicos de fase 3 já foi obtido”, afirmou o representante, que considera o frio e o inverno desafios para controlar o vírus na China. “Nosso objetivo é estabelecer a imunidade do rebanho por meio de inoculações para que o Covid-19 possa ser controlado com eficácia e rapidez”, completou.

O país asiático planeja, agora, imunizar profissionais da área de saúde, do transporte público e outras pessoas em situação de risco. A ideia da China é vacinar até 50 milhões de pessoas até fevereiro de 2021 com os imunizantes feitos pela Sinopharm e pela Sinovac, que é produzida em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo (SP).