As nações que compõem a União Europeia decidiram nesta segunda-feira, 21, manter abertas as fronteiras dentro do espaço Schengen, o que não inclui o Reino Unido. O assunto foi discutido ao longo de três horas durante uma reunião emergencial após diversos países-membro terem suspendido as suas conexões com o território britânico, onde foi detectada uma nova cepa do coronavírus. Nas últimas 24 horas, Bélgica, Itália, Alemanha, França, Holanda e Áustria decidiram proibir voos e trens vindos do do Reino Unido, enquanto a Irlanda aplicará restrições e a Grécia exigirá uma quarentena de sete dias a todas as pessoas que chegarem do país. Já a Espanha e Portugal proibirão a entrada de cidadãos britânicos a partir desta terça-feira, 22.

Dessa forma, ficam mantidas fechadas as fronteiras com o Reino Unido, enquanto as fronteiras entre os países-membro da União Europeia permanecerá aberta. A situação acontece em meio às negociações de um acordo pós-Brexit, que determinará a futura relação entre o bloco econômico e o país. A União Europeia ainda deve discutir a questão da repatriação de cidadãos e residentes legais que quiserem retornar do Reino Unido.

*Com informações da EFE