Os Estados Unidos começaram a administrar as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Moderna nesta segunda-feira, 21, exatamente uma semana depois do início da campanha de imunização com a fórmula criada pela Pfizer em parceria com a BioNTech. “Estamos agora na ofensiva contra o vírus”, afirmou o secretário de Saúde e Serviços Humanos, Alex Azar, em entrevista coletiva virtual. Segundo ele, 3.700 centros de saúde receberão até terça-feira, 22, cerca de 3,5 milhões de doses da vacina da Moderna, que apresentou eficácia de 94% contra o novo coronavírus.

Esta operação de distribuição seria, portanto, ainda maior do que a organizada para levar a vacina da Pfizer aos 2,9 milhões de norte-americanos que a receberam em 636 centros de saúde na semana passada. A diferença nos números deve-se às exigências de conservação para cada vacina. Enquanto a da Moderna é transportada em pequenas caixas refrigeradas a -20 graus Celsius, a da Pfizer requer espaços maiores, pois deve estar rodeada de gelo seco para permanecer na faixa de -60 a -80 graus.

*Com informações da EFE