O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou o Irã após a região onde fica a embaixada americana em Bagdá ser atingida por mísseis no domingo, 20. Pelas redes sociais, Trump afirma que “três mísseis falharam e foram encontrados no espaço americano”. O presidente diz ainda que os objetos vieram do Irã e que havia rumores de ataques adicionais contra americanos no Iraque. Na mensagem, Donald Trump reforça que “se um americano for morto”, o Irã será responsabilizado. Os mísseis atingiram a Zona Verde de Bagdá, uma região da capital do Iraque onde ficam edifícios em que funcionam órgãos de outros países, especialmente dos Estados Unidos. O atentado danificou edifícios e carros, mas não deixou vítimas.

Segundo fontes de segurança do Iraque, o alvo era a embaixada americana no país e o estrago não foi maior porque sirenes soaram no complexo e um sistema de proteção desviou um dos mísseis. Segundo militares iraquianos, os responsáveis pelo ataque foram um “grupo fora da lei”. Autoridades norte-americanas culpam milícias apoiadas pelo Irã por ataques regulares com mísseis contra instalações dos Estados Unidos no Iraque, incluindo perto da embaixada em Bagdá. Os Estados Unidos, que estão retirando gradualmente os 5 mil soldados do Iraque, ameaçaram fechar a embaixada a menos que o governo iraquiano controle as milícias iranianas.

*Com informações da repórter Letícia Santini