A prefeita de Washington D.C., Muriel Browser, disse em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 7, que o presidente republicano Donald Trump precisa ser responsabilizado por incitação ao terrorismo doméstico cometido durante a invasão ao Capitólio dos Estados Unidos na quarta-feira. O ato deixou quatro pessoas mortas e pelo menos 68 presos. “O que aconteceu ontem é algo que ele [Trump] queria que acontecesse e nós não devemos subestimar os danos que ele pode causar à nossa nação e à nossa democracia nas próximas duas semanas”, afirmou. A democrata, no poder da capital dos EUA desde 2015, também pediu que o comando da guarda nacional do distrito de Columbia fosse passado para a prefeitura. Atualmente, a força de segurança é comandada pela presidência do país.

“Chamo a Força Tarefa Conjunta de terrorismo para investigar, prender e indiciar qualquer indivíduo que entrou na capital, destruiu a propriedade e incentivou atos de terrorismo como os vistos ontem. Sabemos que o presidente atual deve ser responsabilizado por esse ataque sem precedentes à nossa democracia”, reforçou Muriel Browser. A polícia de D.C. também fez coletiva de imprensa nesta quinta-feira, prestou esclarecimentos sobre o número de presos (60 homens e oito mulheres, apenas um deles morador da capital) e divulgou uma série de imagens de pessoas que ainda são procuradas para responder pelos crimes de depredação de patrimônio e invasão.