O pastor democrata Raphael Warnock conquistou uma vaga para o Senado dos Estados Unidos e será o primeiro negro a ocupar o posto pelo estado da Geórgia. Warnock, até então, nunca havia se candidatado a um cargo eletivo. O democrata, nos últimos 15 anos, atuou na liderança da Igreja Batista Ebenezer de Atlanta — a mesma igreja em que o ativista Martin Luther King Junior pregou até 1968, quando foi morto.

Warnock é graduado pela Morehouse College de Atlanta e na década de 90 iniciou seu trabalho como pastor na cidade de Nova York, onde ajudava jovens carentes. Mais tarde se mudou para Baltimore, umas das cidades mais pobres dos Estados Unidos, onde educou e orientou jovens sobre os riscos da Aids. Warnock vai na contramão da maioria dos líderes religiosos e apoia o acesso ao aborto, além de se opor à pena de morte.

Em 2014, foi preso por participar de um protesto contra a recusa dos republicanos de expandir a cobertura do programa de saúde social para famílias de baixa renda. Três anos mais tarde foi preso novamente junto de outros pastores que protestavam contra medidas que tornavam mais fácil o acesso dos americanos ao seguro saúde. Nesta quarta, 6, em seu discurso de vitória, Warnock prometeu legislar por todos os moradores do estado da Geórgia.

*Com informações do repórter Renato Barcellos