O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, falou com repórteres em Washington D.C. nesta terça-feira, 12, após quase uma semana distante de aparições públicas em decorrência da invasão ao Capitólio do país. Em fala rápida antes de viagem ao estado do Texas, o republicano criticou o pedido de impeachment feito contra ele por democratas na segunda. “O impeachment é uma continuação da maior caça às bruxas na história da política. É ridículo, é absolutamente ridículo. Esse impeachment está causando uma tremenda raiva. É algo terrível o que eles estão fazendo”, analisou. Trump falou por mais de uma vez que não quer ver violência, mas insinuou que os atos cometidos pelos democratas podem irritar os norte-americanos.

“Para Nancy Pelosi e Chuck Schumer [representante da Câmara e senador dos EUA] continuarem nesse caminho, eu acho que está causando um tremendo perigo para o nosso país. Está causando uma enorme raiva. Eu não quero violência”, disse, encerrando a fala com os jornalistas. Depois de ter apoiadores invadindo o Capitólio em uma ação que deixou cinco pessoas mortas durante a cerimônia que oficializaria a vitória de Joe Biden à presidência, Donald Trump foi barrado do Facebook, Instagram e Twitter para não incitar mais violência em seus discursos publicados nas redes. As primeiras duas plataformas suspenderam a conta dele até que o novo presidente tomasse posse e a terceira decidiu expulsar o republicano da rede social permanentemente. Mais de 70 pessoas foram presas e algumas ainda são procuradas pela invasão.