A Organização Mundial da Saúde descartou ser possível atingir a imunidade de rebanho contra a Covid-19 em 2021. O anúncio foi feito pela cientista-chefe da entidade, Soumya Swaminathan, que afirmou que ainda levará um tempo para o mundo estar livre do coronavírus. Ela destacou que as campanhas de vacinação estão mais adiantadas do que a organização previa, mas que a imunidade geral ainda vai demorar.

A estimativa é que pelo menos 60% da população mundial precise ser vacinada para que o conceito de imunidade de rebanho seja alcançado. Segundo a Organização Mundial da Saúde, até o início desta semana, pouco mais de 28 milhões de pessoas já tinham sido vacinadas no mundo. Isso equivale a menos de 0,4% da população mundial, que é de 7 bilhões de pessoas. O país mais avançado na imunização é Israel, que já vacinou pouco mais de 12% da população.

*Com informações do repórter Vinicius Nunes