Internado no hospital desde o dia em que invadiu uma creche na cidade de Saudades, no interior de Santa Catarina, e matou cinco pessoas, Fabiano Kipper Mai, de 18 anos, recebeu alta nesta quarta-feira, 12, e foi encaminhado ao Presídio Regional de Chapecó, onde deve ficar detido à espera de julgamento. A informação foi confirmada pela Secretaria de Administração Prisional do Estado, que também informou que o autor do crime ficará isolado por duas semanas por causa de protocolos sanitários contra a Covid-19. Fabiano tentou se matar com golpes de facão após assassinar uma professora de 30 anos, uma agente educacional de 20 anos e três crianças menores de dois anos no dia 4 de maio.

Ele foi preso em flagrante, mas foi encaminhado à Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, para cuidar dos ferimentos que tinha causado contra si mesmo. O jovem teve prisão preventiva determinada pela Justiça um dia após o crime por causar risco à sociedade e no começo da semana prestou depoimento à polícia ainda no hospital. Na ocasião, a decisão judicial que determinou a prisão de Fabiano afirmou que ele tinha “desprezo” pela vida e, ainda na viatura da polícia, se mostrava preocupado apenas com a quantidade de pessoas que tinha conseguido matar. O inquérito policial ainda não foi encerrado, mas a quebra de sigilo do jovem foi determinada pela Justiça e materiais encontrados na casa dele são analisados pela polícia. O caso corre em segredo judicial.