Neste sábado, os mais de 460 postos de vacinação instalados nas escolas e demais instituições de ensino da cidade de São Paulo estarão abertos das 8 horas da manhã às 17 horas para o Dia D da vacinação contra a gripe. A medida foi tomada por causa da baixa adesão dos grupos elegíveis para receber o imunizante. Até quarta-feira, 622 mil pessoas foram vacinadas na capital paulista. Em todo o Estado, a situação não é diferente. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, até quinta-feira, 13, apenas 38% dos públicos prioritários procuraram pela vacina da gripe. A meta é imunizar 4,7 milhões de paulistanos até o dia 9 de julho, data de encerramento da campanha iniciada no dia 12 de abril.

Ao contrário do que ocorreu nos últimos anos, a primeira etapa da vacinação contra a gripe em 2021 começou pelos trabalhadores de saúde, crianças de seis meses a cinco anos, indígenas, gestantes e mulheres com até 45 dias após o parto. A mudança ocorreu para evitar o cruzamento de pessoas com mais de 60 anos que estão sendo imunizadas contra a Covid-19. A última fase está prevista para iniciar no dia 9 de junho. Desta data até o fim da campanha, serão imunizados portadores de doenças crônicas, caminhoneiros, trabalhadores do transporte público e de portos, agentes do sistema prisional, adolescentes e jovens custodiados e privados de liberdade. A meta é imunizar 90% de todos esses grupos.

*Com informações da repórter Letícia Santini