O governador da Bahia, Rui Costa (PT), declarou nesta terça-feira, 16, que a partir da próxima sexta-feira, 19, parte do estado estará sob toque de recolher durante sete dias. A medida valerá das 22h às 5h para todas as regiões, exceto nas áreas de Irecê, Jacobina e no Oeste baiano. “O objetivo é evitar a convivência em bares, bebidas, carros de som, aquelas aglomerações na madrugada, que geram muita contaminação porque em geral estão relacionadas às bebidas alcoólicas e, portanto, ao descuidado nas relações de convivência”, pontuou o petista em uma publicação nas redes sociais. O governador pediu, ainda, o comprometimento de prefeitos e prefeitas do estado com a medida anunciada.

Dentro do horário do toque de recolher, apenas serviços essenciais terão funcionamento permitido. Segundo Rui Costa, as polícias militar e civil vão “agir fortemente” e poderão fechar os bares e restaurantes com aglomeração de pessoas, assim como intervir para a desativação dos paredões de som instalados nas ruas. O governo do estado esclareceu que as regiões fora do toque de recolher são as que têm os três menores índices de ocupação de leitos de UTI voltados para a Covid-19. Se a lotação dos hospitais nessas áreas piorar, a medida poderá passar a valer para todo o estado.