Prestes a completar os primeiros 15 dias da Fase Emergencial do Plano São Paulo, autoridades continuam atuando para garantir o cumprimento das medidas restritivas e garantir o cumprimento das normas sanitárias, impostas pelo avanço da Covid-19 em todo o Estado. Em ação realizada neste sábado, 27, o Comitê da Blitze de São Paulo, autuou 26 estabelecimentos comerciais, além de vistoriar 196 locais. Agentes municipais de fiscalização, em conjunto com equipes da Vigilância Sanitária e Procon, também dispersaram 352 pontos de aglomerações na capital paulista.

O grupo de trabalho também interrompeu dois eventos que aconteciam no Brás, região central de São Paulo. Segundo informações do governo estadual, as reuniões ocorriam em locais distintos, sendo um deles na rua Doutor Costa Valente. Após ação da fiscalização, os organizadores da festa clandestina foram levados ao 78º Distrito Policial e vão responder por infração de medida sanitária preventiva. Também na mesma região, proprietários de um bar foram autuados após descumprimento do protocolo sanitário, que determina o uso obrigatório de máscara de proteção contra a Covid-19.

Além da dispersão de aglomerações e autuação de estabelecimentos, as ações da Polícia Militar neste sábado resultaram na prisão de 13 pessoas, sendo sete delas procuradas pela Justiça. O Comitê de Blitze também vistoriou 10.186 veículos e 113 deles, produto de furto e roubo, foram recuperados. Ao todo, de 1º de julho de 2020 a 24 de março deste ano, a Vigilância Sanitária Estadual realizou 230.515 inspeções e 5.019 autuações.