A Polícia Miliar do Estado de São Paulo confirmou, neste domingo, 6, que o corpo entrado na Comunidade Heliópolis, na zona sul de São Paulo, é do soldado Leandro Martins Patrocínio, de 30 anos. A informação foi confirmada pela Polícia Civil. O corpo foi encontrado neste sábado, 5, durante buscas pelo soldado, que estava desaparecido desde o dia 29 de maio. Segundo a PM, ele teria ido a um baile funk na região e sido raptado do local por criminosos. A polícia acredita que ele tenha sido identificado pelos suspeitos como policial, levado para um cativeiro, torturado e morto. Denúncia anônima informou que o corpo dele teria sido enterrado em um terreno da região. O local foi apontado como última localização da vítima, conforme dados do telefone dele, que foi rastreado. O Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa passou a tratar o caso como assassinato. A polícia já pediu a prisão temporária de três suspeitos de envolvimento no crime.