Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) prenderam, nesta segunda-feira, 10, um homem de 19 anos que planejava invadir e matar alunos de uma escola na Zona Sul de São Paulo. Na ação, foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão em Americanópolis, e na residência do tio do rapaz, na região do Capão Redondo, onde ele foi encontrado. O plano foi descoberto pelo setores de inteligência da 1ª Delegacia de Fraudes Contra Instituições Financeiras, que acompanhou trocas de mensagens entre ele e integrantes de um grupo em uma rede social. Na internet, ele recrutava outros jovens para realizar crimes nos moldes do que aconteceu em uma creche de Santa Catarina na semana passada, quando um homem de 18 anos invadiu o local e, a golpes de faca, atacou e matou cinco pessoas, sendo três bebês e duas professoras.

Segundo a delegada Nayara Caetano, não há até o momento nenhum indício de que o jovem teria relação com a tragédia no Sul do país. Em um celular apreendido, a equipe também descobriu que o jovem prestava homenagens a Guilherme Taucci Monteiro, comandante do massacre que deixou dez mortos na escola estadual Raul Brasil, em Suzano, em março de 2019. Os policiais ainda descobriram que ele usava a foto do assassino para ilustrar uma de suas redes sociais e criou um e-mail com o nome do criminoso. O jovem chegou a ser preso no ano passado por arquitetar um crime semelhante e também é processado por tentativa de homicídio, mas não foi condenado. Mais dois adolescentes foram identificados como possíveis cúmplices e são procurados pela polícia.

*Com informações da repórter Letícia Santini