A polícia do Rio de Janeiro prendeu em flagrante nesta terça-feira, 18, um falso médico, que atuava na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Realengo, na Zona Oeste da capital fluminense. Identificado como Itamberg Oliveira Saldanha, de 31 anos, o falso profissional atuava na ala voltada a pacientes com Covid-19 e vinha utilizando o carimbo e o CRM de outro profissional da saúde, o médico Álvaro Pereira de Carvalho. Segundo informações da polícia fluminense, Itamberg teria atendido, desde o início do ano, mais de três mil pessoas, incluindo consultas públicas e privadas, com receita de mais de R$ 100 mil. Somente na UPA de Realengo teriam acontecido mais de 70 atendimentos pelo falso profissional, que admitiu o crime e disse à polícia que cursou medicina até o sexto ano. No entanto, por falta de recursos, ele não conseguiu finalizar a graduação. Itamberg Oliveira Saldanha está sendo indiciado por vários crimes, como falsidade ideológica e exercício ilegal da profissão.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga