A princípio classificada como “acidental”, a morte de um menino de 3 anos que caiu do 10º andar do prédio no qual morava na Vila Guilherme, Zona Norte de São Paulo, no último sábado, 10, é investigada pela Polícia Civil do Estado como suspeita. O garoto, que não teve nome revelado, foi encontrado por um funcionário do edifício no qual morava por volta das 11h30 da manhã do sábado e levado a um hospital da região, mas chegou morto ao local. O pai da criança notou o sumiço dele poucos minutos após o ocorrido e falou à polícia que o menino entrou em um quarto desativado, subiu em uma cadeira e caiu por uma rede de proteção que estava rompida.

Peritos devem analisar o local do qual a criança caiu para determinar se o equipamento estava rompido antes do incidente. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, laudos periciais são aguardados pela polícia e as partes envolvidas devem ser ouvidas durante o inquérito policial. Celulares dos responsáveis pelo garoto no momento do ocorrido foram recolhidos e passarão por inquérito. O caso é analisado pelo 9º DP de Carandiru. “A equipe realiza todo trabalho necessário de polícia judiciária para apuração dos fatos”, afirma trecho do documento da SSP. Mais informações não serão divulgadas pela polícia para que o trabalho policial seja preservado.