O secretário de Saúde do Município de São Paulo, Edson Aparecido, informou, nesta quinta-feira, 18, durante coletiva de imprensa, que a Prefeitura está negociando a compra de 5 milhões de doses da vacina da Janssen, do grupo Johnson & Johnson, contra a Covid-19. De acordo com o prefeito Bruno Covas, após a autorização da Câmara Municipal, a Prefeitura iniciou as tratativas com empresas para garantir o fornecimento de vacinas para a capital. O município já assinou e agora faz parte do Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras (Conectar) organizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP). “Em função de toda a legislação aprovada agora, o prefeito nos autorizou e iniciamos uma rodada de negociação. Fizemos um pedido formal à Johnson de 5 milhões de doses”, disse o secretário de Saúde.

Aparecido, porém, afirmou que a Janssen está priorizando as tratativas com o governo federal. “Estamos aguardando um desdobramento dessa negociação para a próxima semana”, contou Aparecido, que afirmou que a Prefeitura também já iniciou conversas com outros laboratórios. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já concluiu a certificação de boas práticas de fabricação das três empresas do processo fabril da vacina da Janssen, de dose única. No momento, a agência aguarda somente a submissão de um pedido de uso emergencial ou de registro definitivo pela farmacêutica para autorizar o uso do imunizante no país. A vacina já possui pedido emergencial aprovado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e registro pela Comissão Europeia.