Aos 38 anos, Igor Vovkovinskiy, conhecido por ser o homem mais alto da América com 2,35 metros de altura morreu no último dia 20. A morte foi confirmada pela mãe de Igor nas redes sociais. A causa da morte do americano de origem ucraniana foi uma doença cardíaca. Igor sofria com um tumor que desencadeou uma produção excessiva de hormônios de crescimento, sendo que atingiu a marca reconhecida pelo Livro dos Recordes aos 27 anos. Em publicação feita nas redes sociais, Svetlana, mãe de Igor, disse que ele e seu irmão, Oleh, ficaram juntos no hospital durante as últimas horas de vida do recordista. Atualmente, o homem mais alto do mundo é o turco Kösen, com 2,51 metros. Já na história moderna, o recorde pertence a Robert Wadlow, que chegou à marca de 2,72 metros de altura, sendo que ele também sofreu com a produção acima da média de hormônios e morreu aos 22 anos em 1940.