O departamento de Defesa dos Estados Unidos afirmou que 3,8 mil pessoas foram retiradas do Afeganistão nas últimas 24 horas. Com isso, o total de evacuados do país asiático chegou a 17 mil desde a semana passada. Entretanto, o departamento reconhece que a situação fora do aeroporto de Cabul, capital do país, é “extremamente dinâmica”. Em uma entrevista coletiva, o diretor adjunto de Logística do Estado-Maior dos EUA, general Hank Taylor, fez uma atualização sobre os esforços de evacuação, dizendo que cerca de 2,5 mil dos evacuados são cidadãos americanos. A embaixada americana em Cabul aconselhou em uma mensagem enviada neste sábado a seus cidadãos que “evitem viajar para o aeroporto ou os portões do aeroporto, a menos que recebam informações diretas de um oficial dos EUA para fazer isso”. Por falta de espaço nos centros de transido onde os evacuados estão sendo recebidos no Catar, as tropas americanas interromperam a operação de saída na última sexta-feira, 20. Nas últimas horas, Washington informou que vários países concordaram em hospedar voos militares dos EUA com evacuados do Afeganistão para escalas em seus territórios, incluindo Dinamarca, Alemanha, Catar, Itália e Reino Unido.

*Com informações da EFE