O Estado Islâmico de Khorasan (Isis-K), braço afegão do EI na Ásia Central, reivindicou nesta segunda-feira, 30, o ataque com foguetes arremessados contra o aeroporto de Cabul, no Afeganistão, neste domingo. Segundo informações da agência EFE, um dos foguetes atingiu uma casa, matando 10 pessoas e ferindo cinco. A maioria das vítimas era criança. Apesar das informações da imprensa internacional, Isis-K disse que seis projéteis do tipo Katyusha “atingiram seus alvos”. O porta-voz do Talibã, Bilal Karimi, disse que a maioria dos foguetes atingiu áreas desocupadas e não deixou vítimas. Segundo ele, investigações são feitas para determinar a motivação do ataque. Ainda segundo a agência EFE, a maior parte dos projéteis foi interceptada pelo sistema de defesa do aeroporto, mantido por outros países. Outros ataques do tipo também foram feitos nesta segunda-feira, mas não deixaram qualquer ferido. A Casa Branca informou que o Exército norte-americano mantém as operações de segurança no aeroporto internacional Hamid Karzai e disse que nenhuma interrupção dos trabalhos foi feita no local. O país tem até a terça-feira, 31, para retirada completa e já envia tropas para casa.