Pelo menos quatro cidades da Itália estão em alerta vermelho para picos de temperaturas em uma onda de calor que atinge a Europa nos próximos dias: Roma, Campobasso, Bari e Rieti. Os fenômenos são reflexo de um anticiclone subtropical que chegou ao sul do continente com uma massa de ar quente de 28ºC a 30ºC. Quando essa massa atingir as cidades a 1,5 mil metros de altitude, ela deve fazer termômetros chegarem aos 48ºC, marcando a semana mais quente do ano. O calor deve aumentar ao longo da semana e o alerta vermelho emitido pelo Ministério da Saúde do país deve atingir outras regiões, como Palermo, Frosinone, Latina e Perugia.

Além dos alertas da Saúde, a Defesa Civil do país também emitiu um alerta de alto risco de incêndios na Sicília, que tem previsão máxima de 39ºC e pode chegar a 41ºC no meio da semana. A ilha já sofre com a erupção ativa do vulcão Etna, que atingiu uma série de vilarejos com cinzas nesta segunda-feira, 10. Outros focos de fogo já estão ativos no sul do país, como em Aspromonte, na Calábria. Outra onda de calor que atingiu a Grécia na última semana causou pelo menos 154 incêndios no país e na Turquia, forçando centenas de pessoas a deixarem as próprias casas. Na ocasião, um bombeiro voluntário de 38 anos morreu após ser atingido por escombros de um local pegando fogo em Atenas.