A democrata Kathy Hochul, de 62 anos, tomou posse como governadora de Nova York nesta terça-feira, 24, se tornando a primeira mulher a assumir o comando do estado. Ela assume o cargo de Andrew Cuomo, de quem era vice. O ex-governador renunciou há duas semanas após um relatório da Procuradoria-geral do estado afirmar que acusações de assédio sexual feitas por várias mulheres contra ele tinham embasamento. “É um momento emocionante para mim, mas um momento para o qual estava preparada e desejo continuar o trabalho que temos que fazer”, declarou a política em sua primeira fala oficial. Ela conversou na noite passada com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, que teria prometido dar todo o apoio necessário ao governo e para responder aos danos causados pela tempestade Henri no fim de semana.

Acompanhada dos filhos, Hochul afirmou que uma de suas prioridades é estreitar as relações dos cidadãos com o governo. “Nossa força vem da fé e da confiança das pessoas. Quero que as pessoas acreditem no governo delas novamente”, disse. No discurso, ela também afirmou que tem intuito de mudar a cultura de trabalho na capital do estado, Albany, e disse que tem planos de trazer um novo “estilo de colaboração” para o governo local. Ela também disse que se encontrou informalmente com o prefeito da cidade de Nova York, Bill de Blasio, e pontuou que as investigações sobre assédios sexuais cometidos pelo ex-governador Andrew Cuomo serão mantidas pela Assembleia Legislativa.

Segundo o jornal norte-americano The New York Times, mesmo assumindo o cargo de vice, Hochul não nutria uma relação próxima com Cuomo e não falava com ele desde fevereiro. Apesar disso, durante pronunciamento no qual anunciou sua renúncia, o ex-governador de Nova York se referiu a Hochul como “inteligente e competente” e disse que o processo de mudança não deveria ser sentido pelos cidadãos. Na ocasião, a democrata afirmou que concordou com a decisão dele de renunciar ao cargo após escândalos de abusos sexuais contra funcionárias do próprio gabinete. “É a coisa certa a se fazer e o melhor para o interesse dos nova- iorquinos. Como alguém que serviu ao país em todas as esferas governamentais, estou preparada para liderar como a 57ª governadora do estado de Nova York”, disse.