Está marcado para a semana que vem, dia 15 de setembro, quarta-feira, o lançamento do primeiro voo espacial totalmente civil do mundo. Na última sexta-feira, 3, a missão, chamada Inspiration4, e a empresa aeroespacial SpaceX – fundada pelo bilionário Elon Musk – anunciaram que concluíram a Revisão de Preparação de Voo e estão a poucos passos do lançamento. Uma vez em órbita, a tripulação, a bordo da cápsula Crew Dragon, circundará a Terra por três dias antes de mergulhar no Oceano Atlântico. Como a Dragon permanecerá em órbita e não visitará a Estação Espacial Internacional, como as missões anteriores fizeram, a porta de acoplamento foi removida e substituída por uma janela em forma de cúpula. O que proporcionará à tripulação uma vista incrível da Terra.

A missão é comandada pelo bilionário Jared Isaacman, fundador da empresa Shift4 Payments, empresa de processamento de pagamentos. Ele comprou o voo como parte de um esforço para arrecadar milhões para o St. Jude Children’s Research Hospital,  que é centro de tratamento e pesquisa pediátrico focado em doenças infantis graves, particularmente leucemia e outros tipos de câncer nos Estados Unidos. Isaacman irá ao espaço acompanhado da médica assistente do hospital, Haley Arceneaux, a geocientista e professora universitária, Sian Proctor, e o engenheiro de dados, Chris Sembroski. A tripulação deve chegar ao Centro Espacial Kennedy, na Flórida, em 9 de setembro, antes do lançamento planejado. Segundo informações da SpaceX, nos últimos meses, o grupo tem treinado muito para o voo.

Tanto a cápsula Dragon, como o foguete Falcon 9, já voaram antes e estão autorizados a decolar depois que as equipes revisaram minuciosamente cada um dos sistemas da nave, bem como os dados do sistema de suporte em solo da plataforma de onde a cápsula será lançada. O momento exato de decolagem será determinado alguns dias antes do lançamento, levando em consideração as condições meteorológicas, a trajetória do voo e os potenciais locais de pouso de emergência na costa da Flórida. Uma vez em órbita, a tripulação circundará a Terra por três dias antes de mergulhar no oceano Atlântico.