Um soldado das tropas do Afeganistão morreu e outras pessoas ficaram feridas após uma troca de tiros ser registrada no aeroporto de Cabul na noite do domingo, 22. A informação foi confirmada pelo Pentágono a agências de notícias internacionais. “Aparentemente, o incidente começou quando uma pessoa desconhecida abriu fogo contra forças de segurança afegãs que monitoravam o acesso ao portão do aeroporto. Os afegãos dispararam de volta e, mantendo o direito de defesa, as tropas dos EUA e da coalizão também dispararam”, afirmou em nota um posicionamento do Exército dos Estados Unidos. O Exército também confirmou que nenhum soldado dos EUA estava entre os feridos no confronto registrado no aeroporto.

Desde o dia 14 de agosto, o país norte-americano retirou 37 mil pessoas do Afeganistão. Somado às pessoas evacuadas desde julho, o número sobe para 42 mil. Além das aeronaves de carga, helicópteros militares foram usados para retirar cidadãos de prédios isolados em Cabul, evitando que eles arrisquem as próprias vidas para seguir até o aeroporto. Com a situação delicada na capital afegã, a expectativa internacional é de que o presidente Joe Biden anuncie um adiamento da data final prevista para a saída de todas as tropas do país, que até o momento é em 31 de agosto. Apesar disso, o Pentágono disse que “está focado em terminar isto no final do mês” e afirmou que oferece opções para que Biden “tome a melhor decisão” caso uma prorrogação do prazo seja necessária.