A Suprema Corte dos Estados Unidos mandou o presidente Joe Biden retomar o programa migratório adotado pelo ex-presidente Donald Trump. As regras implementadas na administração anterior já valem a partir desta quinta-feira, 26. Na prática, o programa conhecido como Remain in México (Fique no México, em português) vai volta à ativa: todos os imigrantes pegos ou detidos na fronteiras, tentando entrar de forma ilegal ou irregular nos Estados Unidos, terão que esperar o julgamento na cidade em que foram descobertos ou voltar ao país de origem. Antes, eles tinham direito a ficar dentro dos EUA, esperando receber o green card para continuar no país de forma legal ou serem deportados.

O programa foi criado por Donald Trump no início da pandemia da Covid-19 e representa um baque para a gestão Biden, que durante toda a campanha e mandato tem o tema da imigração como um de seus pilares. Vale lembrar que Joe Biden tem, na gaveta, um projeto de lei que legaliza cerca de 11 milhões de imigrantes que vivem nos Estados Unidos de maneira irregular por não terem documentos para viver ou trabalhar no país. Com a nova decisão, eles estão “presos” — se saírem dos EUA, não voltam mais.

*Com informações do correspondente Eliseu Caetano